8 DE Maio DE 2019

17 DE ABRIL DE 2019

Jovens com armas de fogo e roupa paramilitar estão a invadir as escolas, institutos e universidades nos Estados Unidos com a única intenção de matar.

 

Desde do infeliz famoso massacre no Instituto Columbine, em 1999, a lista de tiroteios e ataques não parou de crescer. Como aponta Everytown Foundation, desde 2013 foram registados 433 tiroteios em escolas e institutos nos Estados Unidos. Neles morreram 174 pessoas e 335 ficaram feridas.

 

Além disso, de acordo com outro estudo realizado pelo Washington Post, desde o massacre de Columbine, em 145 dos tiroteios em escolas primárias e secundárias, os agressores eram menores de idade.

 

18 DE MAIO DE 2018: INSTITUTO DE SANTA FE, TEXAS

Armado com espingardas e uma camisa que dizia “Nascido para matar”, Dimitrios Pagaourtzis, de 17 anos, matou dez dos seus companheiros e feriu, pelo menos, outros dez. Entre o arsenal que ele usou para levar a cabo o massacre incluiu armas de fogo, coquetéis Molotov e explosivos semelhantes aos utilizados ​​por Harris e Klebold, autores do tiroteio na Columbine High School.

 

14 DE FEVEREIRO DE 2018: INSTITUTO MARJORY STONEMAND DOUGLAS DE PARKLAND, FLORIDA

Nikolas Cruz, de 20 anos, é o perpetrador do tiroteio no Instituto Parkland, na Flórida, que acabou com a vida de 17 pessoas. Nikolas era conhecido pela sua agressividade e mau comportamento, pelo qual foi expulso do Instituto. Depois de atacar dentro do centro, ele camuflou-se com os estudantes, enquanto a polícia despejava o prédio. Ele conseguiu escapar e, pouco depois, foi detido e confessou a autoria do tiroteio.

 

1 DE OUTUBRO DE 2015: UNIVERSIDADE DE UMPQUA, OREGÓN

10 pessoas foram assassinadas por uma arma de fogo no campus da Universidade de Umpqua. Outras sete ficaram feridas. O atacante foi Chris Harper Mercer, um jovem de 26 anos, que acabou por morrer, atingido pelas balas da polícia.

14 DE DEZEMBRO DE 2012: ESCOLA PRIMÁRIA DE SANDY HOOK, NEWTOWN (CONNECTICUT)

Talvez outra das tragédias mais lembradas. Adam Lanza, de 20 anos, foi responsável pelo tiroteio na escola de Sandy Hook. Lá, matou 20 crianças e seis adultos. Antes de se dirigir para a escola, acabou com a vida da sua mãe e roubou-lhe as armas. O corpo de Lanza foi encontrado numa das salas de aula da escola, depois de disparar contra si próprio, com um tiro na cabeça.

 

16 DE ABRIL DE 2007: VIRGINIA TECH, VIRGINIA

Cho Seung-Hui, um estudante da Universidade da Virgínia e vítima de bullying, acabou com a vida de 32 pessoas no campus onde estudou. Feriu outros 29 no que hoje é recordado como o pior massacre de uma universidade dos Estados Unidos. Com um amplo historial de problemas mentais, Seung-Hui foi internado numa instituição psiquiátrica. Esquizofrenia paranóide, transtorno bipolar e psicopatia foram alguns dos transtornos de que sofria e que não eram conhecidos até ao assassinato.

También te puede interesar