13 DE Janeiro DE 2020

Parece uma história digna de cinema, mas não está longe da realidade. Em Agosto de 2019, a astronauta Anne McClain foi acusada de roubo de identidade e de ter acedido a registos financeiros privados… enquanto estava no espaço!

A astronauta encontra-se em processo de separação da sua mulher, a anterior oficial da Força Aérea dos Estados Unidos da América, Summer Worden. Durante esta contenda judicial, que coloca em causa também a custódia de um filho, McClain foi enviada para o Espaço de Dezembro de 2018 até Junho de 2019.

Desde a sua chegada, tudo se tornou numa montanha russa. Seria a primeira mulher a protagonizar uma caminhada espacial (juntamente com Christina Koch), contudo a missão foi cancelada.

Ainda assim, enquanto McClain estava ainda no espaço, a sua ex-mulher começou a ver movimentos suspeitos na sua conta bancária. Graças à sua experiência em inteligência artificial conseguiu aperceber-se de que estava a ser atacada por um hacker. Quando questionou o seu banco relativamente às localizações dos computadores que estavam a ter acesso à sua conta bancária, o banco respondeu: um deles estava ligado a uma rede da NASA (National Areonautics and Space Administration).

 

De facto, os acessos indevidos à sua conta estavam a acontecer desde que Anne McClain partiu em viagem para o Espaço.

 

Entretanto, Anne McClain reconheceu ter acedido à conta bancária da sua ex-companheira enquanto estava em missão, insistindo – através de um advogado – que estava apenas a “tomar conta das finanças do casal, ainda muito interligadas”. Worden interpretou a situação de outra forma, acabando por apresentar queixa contra McClain.

También te puede interesar