5 DE Junho DE 2020

Muitos foram os crimes e delitos que chamaram a atenção da opinião pública e cujos julgamentos mantiveram em suspense uma grande parte da sociedade.

Al Capone era temido e admirado, na mesma medida, nos anos 20 e 30 do século passado. Filho de imigrantes italianos, dominou o mercado ilegal de álcool em grande parte da América do Norte.

 

Foi apelidado por muitos como o novo Robin Hood, uma vez que era conhecido pelas suas contribuições aos mais necessitados, imigrantes como ele. Apesar de cometer crimes como o Massacre de São Valentim. O seu julgamento por evasão fiscal foi acompanhado por todos os meios de comunicação do país e alguns estrangeiros.

Após a II Guerra mundial, os Julgamentos de Nuremberga sentaram no banco dos réus 24 oficiais do Partido Nazi. Todos eles eram militares, empresários, advogados e médicos. Foram acusados de crimes contra a paz, crimes de guerra e crimes contra a humanidade. Três dos acusados foram absolvidos, 12 condenados à morte e os restantes presos. Depois do primeiro julgamento, somaram-se outros 12, com um total de 185 acusados, todos eles condenados à morte, prisão perpétua ou pena de prisão. Os julgamentos foram acompanhados por todo o mundo, com as feridas da II Guerra Mundial ainda abertas.

A 20 de Abril de 1964 Nelson Mandela sentou-se no banco dos réus, juntamente com outros 15 membros do Congresso Nacional Africano. Foram acusados de sabotagem. Mandela foi condenado à prisão perpétua, ainda que tenha podido sair em liberdade ao fim de 27 anos.

 

Durante o seu encarceramento Mandela contou com o apoio da opinião pública, que pediu a sua libertação durante décadas.

 

O julgamento de O. J. Simpson foi, sem dúvida, um dos mais mediáticos das últimas décadas. O ex-jogador da NFL (National Football League) foi acusado de duplo homicídio, da sua ex-mulher e do amante desta, em 1994.

 

A fuga de Simpson pelas estradas californianas foi transmitida e retransmitida em direto por todas as estações de televisão. Simpson acabou por se entregar. O seu julgamento durou meses e a sua defesa, consciente da expectativa que envolvia as audiências, converteu-as num espetáculo mediático. O. J. Simpson foi declarado inocente de todas as acusações.

Apesar da sua absolvição, teve que indemnizar as famílias das vítimas.

Em 2005 o Rei da Pop, Michael Jackson, sentou-se em tribunal para se defender contra acusações de abuso de menores. Durante semanas os testemunhos dos acusados, bem como os de defesa que desmentiam todas as acusações, dividiram o mundo entre os que acreditavam e os que não acreditavam no cantor. Depois de vários dias de deliberação por parte do júri, foi absolvido de todas as acusações.

También te puede interesar